Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Ideias em prática.

Como as terças-feiras são o dia que fico em casa a trabalhar para a escola e para o artesanato, na segunda-feira à noite andei a delinear ideias e a fazer croquis (queriam ver, não era? Mas eu não mostro! :P) para pôr em prática.

 

De manhã não consegui fazer quase nada, apenas coloquei o material a jeito. Só de tarde é que montei o estaminé para dar início às minhas aventuras na área dos tecidos. Ia eu começar a dar ao pedal, quando me tocam à campainha. Correio. Vamos lá ver se traz alguma coisa para mim. encomendei algumas coisas e ando ansiosa para que cheguem, não só para as apreciar mas para fazer coisas giras. E não é que o carteiro tinha mesmo uma encomenda para mim?! E das grandes! Fiquei tão contente!

 

Deixei logo as costuras de lado para ir abrir a encomenda e vasculhar tudo. Adorei cada peça. Depois de tudo muito bem visto, lá regressei à máquina de costura. Acabei por fazer apenas duas pecinhas em tecido, a que ainda faltam pormenores como passar a ferro, e detalhes estéticos. E,fim, os acabamentos finais. Só depois estarão prontas para fazer fotos giras para colocar nos devidos blogs.

 

Entretanto, deixo-vos só uma amostra do que andei a fazer hoje. E mais não digo nem mostro.{#emotions_dlg.sarcastic}

 

 

Oficialmente em férias e a viver do ar.

 

Estou oficialmente de férias forçadas. Este ano não fui convidada requisitada, pela companhia dos pinguins, para acompanhar as crianças à praia. Nem eu e nem a minha colega. Mas também ninguém nos deu qualquer justificação. "É a crise", alguém disse. Foi o dinheiro mal fgasto, digo eu.

 

Se não tivessem gasto trezentos e tal euros (vi eu, fora os que eu não vi) só em esferovite e outro materiais para fazer entrouxos (mamarrachos mesmo!) que se desmancharam completamente antes de chegarem ao palco da Festa Final, e outro tanto de dinheiro em flores, bugigangas e outros berloques, chegava para nos pagarem.

 

Precisamente por causa da crise, porque trabalhamos com recibos verdes e porque não recebemos subsídio de férias e nem ordenado este mês, o dinheiro teria sido muito melhor empregue em nós do que em coisas supérfluas apenas para realizar os caprichos de uma mente megalómana de uma pinguim louca.

 

Assim, recorreram aos poucos recursos da prata da casa (grátis) e de certeza que faziam falta mais duas pessoas. Isto só mesmo vindo de gente que "vive" num mundo infernal celestial e que não desce à terra para saber como é a realidade. E que acha que tudo o que se diz da vida real é mentira. Em suma, eu e a minha colega este mês vamos comer "ar", por isso, não se admirem se, quando nos virem, nos confundirem com alguma Top Model. É que vamos ficar tão elegantes, mas tão elegantes que até vai fazer impressão.

 

A coitada da minha colega/amiga é que ficou bem desanimada. Tem que ir sozinha, no meio de uma corja de auxiliares "bufas" e hipócritas mas cheias de sorrisinhos a ver se alguém diz mal de sua senhoria que é para depois lhe irem meter no backside.

O que nos safa nestas situações, são as crianças. Elas são sempre nossas amigas, brincamos com elas e fazem-nos também muita companhia. São elas que estão sempre ao nosso lado, no matter what.

 

Amiga, aguenta firme que eu estou aqui a enviar-te energias positivas e good vibes :))))

 

Estou chateada!

Pois é. Estou chateada. Estou farta de procurar e não encontro o raio dos meus alicates. E agora perguntam vocês "Alicates? Para que queres alicates?" Não é para cortar as cutículas das unhas. Desses sei eu!

 

Ora, eu sou uma moça muito habilidosa - modéstia à parte - para as artes manuais, que adoro fazer. Por isso, andei a comprar peças de bijuteria para fazer uns colares e anéis lindos de morrer, quiçá fenomenais até... {#emotions_dlg.sarcastic} Mas a questão é, onde foram parar os meus alicates de cortar, dobrar, etc.? Será que foram abarbatados pelo meu irmão? é que, por acaso, não os encontro em lado nenhum. Já perguntei ao Bóbi se tinha sido ele a rapiná-losmas eles respondeu-me que não, que eram muito duros para roer...

 

Significa isto que tou feita ao bife: ou compro outros alicates daqueles e não me apetecia nada gastar dinheiro ou não faço a minha bijuteria... e tinha tanta vontadinha...! {#emotions_dlg.sidemouth}

A Propósito de Blogs...

Gosto muito deste meu espacinho, independentemente das fases de inspiração ou desinspiração, do tempo ou da falta dele para deixar umas simples palavras ou relatar uma história idiota. O meu blog continua a resistir estoicamente a tudo e a todos, embora, de vez em quando, fique a pairar no ar à espera que eu o prenda com um cordelinho aqui ao meu dedo. Embora, de vez em quando, não seja merecedor de um singelo comentário áquilo que eu relate.

 

É, no entanto é com alguma tristeza minha (se assim se pode dizer) que constato o seguinte: será  impressão minha ou estão todos a fugir do domínio do sapo? Vejo cada vez mais blogueiros a encerrar os seus blogs ou simplesmente abandoná-los aos sabor da blogoesfera. Outros ainda, mudam de dominio por variadas razões.

 

A minha lista de blogs que costumava e costumo visitar vai diminuindo gradualmente. E eu, aos poucos, lá vou eliminando mais uns links de blogs. Depois encontro por aí tantos blogs mas são blogs de fugir a sete pés. Com conteúdos tão vazios que nem vale a pena perder tempo. E que muitos deles ainda chegam a ir para destaque. Não quero com isto dizer que o meu blog é melhor que os outros, não. Mas esta é a minha opinião.

 

Será que a época dourada dos blogs já passou e eu fiquei parada no tempo? Será que sou tão lamechas e apegada às minhas coisas que não consegui ainda libertar-me do meu espacinho de pseudo-escrita?Na realidade, nada disto me preocupa pois enquanto gostar de aqui estar, vou continuar a relatar as minhas histórias idiotas e a escrever posts que não mereçam nem um único comentário! A Miss Pepper é assim...

E se metessemos o dedo na agulha?

Vou fazer aqui uma proposta ousada, arrojada e, quiçá atrevida, para este fim-de-semana (ou outro qualquer). É uma forma de descontrair, libertar o stress e fazer algo de útil e que nos dá prazer, enquanto estamos sentadinhas no sofá a ver televisão sob um cobertor quentinho. Sim, porque a previsão do tempo é chuva e frio. Se acertarem...

 

Por acaso algumas (ou alguns) das leitoras é perita em dar ao dedo, ou seja a tricotar, a fazer crochet ou outras artes que envolvam lã e agulhas? Em caso afirmativo, não gostariam de pegar em restinhos de lã e fazer umas camisolinhas para os patudos da associação AMIAMA? É que eles estão mesmo a precisar. Com a chuva e o frio rigoroso, os bichinhos por mais abrigados que estejam, passam bastante frio. Era uma boa maneira de reaproveitarmos restos de lãs, oferecermos algum conforto aos bichinhos e ajudarmos esta causa animal. Que acham?

 

Para quem quiser fazer mas não sabe como, deixo aqui uma ajuda. Os bichinhos são de porte médio e grande porte. Depois basta enviar para a AMIAMA (ou a mim que eu não me importo de entregar) e se quiserem ir lá fazer uma visita aos bichinhos, serão muito bem recebidos!

 

Quem se atrever a entrar nesta aventura, ponha o dedo no ar, ou seja, comente o post! :) Eu alinho!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ponto de Situação.

 

Após uma semana de molho, enfiada na cama com uma gripe fortíssima, lá voltei eu ao activo. Voltei de mansinho, devagarinho, sem grande força ou entusiasmo. Continuo fraquinha pois qualquer coisa me cansa. Além do mais, o meu apetite desapareceu! Este talvez seja o único aspecto positivo desta gripalhada. Comida... bulergh!

 

Não me lembro de ter passado por uma gripe que me desse dores corporais tão intensas e em que a febre não queria baixar. E o mais engraçado é que não andei aos espirros, como é característica minha! Pensar que tudo começou com uma leve sensação na garganta que eu temi ser uma nova amigdalite...

 

Mas como o pior já passou, lá estou eu a regressar à rotina: preparar aulas, inventar estratégias e actividades para as crianças, gramar as trombas de alguns "seres" que só existem para lixar a vida aos outros (eu acho que só existem para isso e o Jesusinho tem um lugar bem quentinho no inferno só para elas), "passear" nos transportes públicos, gramar os espirros e tosses dos outros e fazer figas para que os "bichinhos" não se voltem cá para o meu lado de novo.

 

Vamos lá ver se consigo alinhar os neurónios para ser capaz de articular umas letrinhas e escrever algo "legível". Hihihhi!

Happy New Year!

 

"Para sonhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre."
Carlos Drummond de Andrade

 

Desejo que este novo ano que entra, seja uma renovada esperança no futuro e que, apesar dos pesares, este consiga ser um ano melhor que os outros que já passaram. 

 

São os votos da vossa amiga Pepper

 

Ai Que Enjoo...!

 

 

Um dos inconvenientes desta época festiva são as comezainas, o excesso de comida, e os doces com fartura. (E os quilos a mais, e os "diabretes" aos saltos e o "castrol" a acumular-se nas nossas autoestradas internas).

 

Não é que eu tenha abusado na comida ou nos doces. Não. Só ataquei os "meus inimigos nº 1" no fim-de-semana. Mas só o facto de ter feito a comida para o jantar de Natal (e ter de a comer durante não sei quantas refeições), ver doces, docinhos e docecos espalhados por todo o lado, sempre que vou às compras, ou as promoções das carnes, peixes e mariscos por todo o lado, "encheram-me" a barriga para um ano! Blergh!

 

O que é certo é que desde anteontem que nem posso ver carne à frente. Só tenho vontade de fugir a sete pés. De tal maneira, que ando só a legumes e verduras e fruta. É que o meu organismo até me pediu de joelhos e mandou uma SMS para o meu telemóvel a pedir que não comesse espécies animais, só vegetais. Tem sido um enjoo...! Até fiquei doentinha da barriguinha. Chuif!

 

Mas como um pesadelo nunca vem só. O segundo já vem a caminho: o jantar de Passagem de Ano! Oh my God! Só de pensar nisso até me está a dar duas coisinhas más, no mínimo! É que não é só o fazer, não, é andar a pensar o que fazer com a "matéria-prima", ver receitas, consultar livros e preparar a coisa. O que vale é que eu até gosto destas coisas senão eu acho que já tinha emigrado para o Burkina Faso ou para a Gronelândia. Jamais para a pinguinolândia...!

 

Bom, caros amigos e amigas, para me pouparem a alguns enjoos, que tal sugerirem uns pratinhos para o meu jantar acompanhados das respectivas receitinhas? Aceitam-se para cordeiro de leite e bacalhau. Ah, e se houver por aí alguma receitinha de docinhos que queiram partilhar... os gulosas (eu não sou pouco!) cá de casa agradecem... {#emotions_dlg.sarcastic}

Acaba A Semana E Eu Também...!

Andava eu tão bem, feliz e contente quando esta gaja se atravessa no meu caminho! E o pior é que não entra, não sai, não passa e nem deixa passar! Estou a falar de uma maldita, irritante, incomodativa e chata constipação! É só atchins para todo o lado e depois estas semanas de um diz faz sol no outro chove, não ajudam em nada! Humpf! Adiante!

 

Ontem estava decidida a ir comentar os vossos blogs e, quiçá, escrever alguma coisinha no meu quando cometi um erro que não devia ter cometido. Quer dizer, não é erro nenhum, é erro do ponto de vista das minhas emoções. Acho que já toda a gente percebeu que eu sou um coração mole, uma sentimentaloide sem remédio e que se pudesse ia buscá-los todos para junto de mim. Estou a falar dos animais claro está! Eu e os animais, como diz a Cantinho!

 

Fui dar uma espreitadela ao Patas Felizes e Focinhos & Bigodes e pronto! Fui invadida pelas lágrimas, fiquei com um nó na garganta e com as ideias todas derretidas. Não posso ver bichinhos fragilizados ou maltratados, nem sequer os pombos horrososos (que ontem prendaram a minha mãe com uns enfeites no casaco) posso ver assim. Mexem com os bichos, mexem comigo!

 

E foi assim. Ainda houve uns contemplados com os meus comentários parvos e hoje sairá a rifa a outros ainda! Não pensem que se safaram! :PPP

 

See you later!